CREA e CAU se posicionam sobre a tragédia em Brumadinho

Os Conselhos da Engenharia e da Arquitetura se manifestaram este fim de semana sobre a tragédia acontecida sexta-feira (25) em Brumadinho/MG. Além de se solidarizarem com as vítimas e seus familiares, ambos ressaltaram a necessidade de se trabalhar para evitar novas ocorrências e apurar o que aconteceu.

Em nota, o Crea afirmou ser necessário “discutir alternativas e protocolos técnicos capazes de minimizar riscos sociais e ambientais, assim como as políticas de licenciamento ambiental e de segurança de barragens. [Também] é imperativo trabalhar com demais órgãos técnicos na busca de soluções definitivas para que desastres como esse jamais voltem acontecer em nosso país”.

O CAU também escreveu nota lamentando o ocorrido: “A triste expressão ‘mais uma tragédia anunciada’ está a ponto de se banalizar no Brasil tamanha a repetição de acidentes ambientais, sendo o mais recente e até agora o mais devastador, o rompimento da barragem do Fundão, em Mariana, da mesma empresa, ocorrido há pouco mais de três anos. Segundo dados do Ministério Público de Minas Gerais, o Estado tem mais de 400 barragens de rejeitos e quase 10% delas apresentam riscos, o que constitui séria ameaça para comunidades e fontes de abastecimento de água. (…) o que se espera agora é um enfrentamento firme da questão pelo Poder Público e agilidade do Poder Judiciário na punição dos culpados dos desastres passados que ainda continuam em aberto”.

Written by

No Comments Yet.

Leave your comment